• Publicado em

    À distancia, Arcebispo faz bênção das estradas

    A tradicional “Benção das Estradas”, dada pelo Arcebispo Dom Washington na semana santa, foi feita de forma não presencial neste ano, em virtude das recomendações de distanciamento social devido à pandemia do coronavírus.

    Agora há pouco, Dom Washington fez a prece: “Aqueles que precisarem pegar estrada, por força maior, especialmente os caminhoneiros que levam alimento e outros materiais importantes, estejam sob as bênçãos de Deus. Mesmo não estando, presencialmente, dando a bênção aos motoristas, como em tantos anos o fiz, sigo em oração por todos neste momento difícil para o mundo. Que nesta Semana Santa, aproveitemos para refletir sobre o cuidado uns com os outros e o nosso compromisso com este dom maior, que é a vida”

    A PRF ressalta que a prudência no trânsito contribui para aliviar o sistema de saúde, disponibilizando leitos hospitalares, profissionais da saúde e materiais que poderão ser direcionados para o tratamento de pacientes com Covid-19, em vez de serem ocupados por vítimas de acidentes.

    Comparativo feito pelo órgão na segunda quinzena de março do ano passado com o mesmo período deste ano aponta que a quantidade de acidentes caiu de 96 para 73, os óbitos reduziram de sete para três e 55 pessoas a menos ficaram feridas, diminuindo de 135 para 80. Esses dados são referentes ao período de 16 a 31 de março.

    As reduções nos índices de acidentalidade são reflexos da diminuição do tráfego de veículos e, por consequência, das infrações de trânsito. Nesses 15 dias, a PRF flagrou 10 motoristas alcoolizados neste ano, contra 163 em 2019 e as autuações em geral caíram mais da metade passando de 8.494 no ano passado para 4.177 desta segunda quinzena de março.

    A PRF reforça aos cidadãos que precisarem sair de casa e utilizarem as rodovias, que sejam prudentes. Em tempos de pandemia, em que a necessidade de preservação da vida está em evidência, fica o alerta: Se puder, fique em casa, mas se tiver que sair, respeite sempre as leis de trânsito.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.