• Publicado em

    Aluno de 14 anos esfaqueia colega de 13 em escola no DF

    Agressão aconteceu na manhã desta terça-feira (28/8) e a vítima teve ferimentos superficiais, segundo a Polícia Militar. É o segundo caso de agressão entre jovens em apenas cinco dias.

    Um estudante de 13 anos ficou ferido após ser esfaqueado durante uma briga com o colega de sala, de 12 anos, nesta quinta-feira (1º), em uma escola estadual no Parque Santa Maria, em Tatuí (SP).

    De acordo com a polícia, os meninos estavam dentro da sala de aula na escola Lienette Avalone Ribeiro, que fica próxima à região central, quando se envolveram em uma discussão. A causa da briga é investigada.

    Durante a briga, um dos adolescentes acabou sendo esfaqueado no pescoço. Ele foi socorrido por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao pronto-socorro, onde permanece internado em observação. O estado de saúde é estável e ele passa bem.

    Um boletim de ocorrência sobre o caso foi registrado na delegacia. O aluno que agrediu o colega, os pais dele e a professora foram até a delegacia, onde foram ouvidos pelo delegado responsável. A faca usada pelo garoto foi apreendida pela polícia.

    Motivação

    A escola atende quase mil alunos do Ensino Fundamental II e Médio, entre 11 e 17 anos. Segundo a vice-diretora Vera Lúcia Furtado de Oliveira, ainda não se sabe os motivos da briga. Ela ressalta que desconhece qualquer discussão entre os dois e que este foi um caso isolado.

    Além disso, a vice-diretora também descarta a possibilidade de bullying já que nenhuma reclamação foi registrada pelos alunos ou pelos pais.

    “Todas as providências já foram tomadas e um trabalho psicológico será feito com os alunos nos próximos dias”, diz.

    Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Itapetininga afirmou que lamenta o caso ocorrido. O órgão diz que a direção da unidade agiu prontamente, acionando o Samu e a Polícia Militar.

    Além disso, os pais do aluno que desferiu o golpe serão convocados para reunião para definirem quais medidas pedagógicas serão adotadas. Um boletim de ocorrência foi registrado e o caso será investigado pelas autoridades competentes.

    Fonte/G1
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.