• Publicado em

    Amante diz que filha de Flordelis queria matar o pai: ‘Vou matar esse demônio. Minha mãe não aguenta mais’

    Flordelis com Simone em foto capa a esquerda.

    A morte do pastor Anderson do Carmo para muitos tem lembrado uma verdadeira novela. Nesta quarta-feira, 21 de agosto, o portal de notícias Extra, do Rio de Janeiro, trouxe novidades a respeito da morte do pastor. Rogério dos Santos Silva revelou que foi amante de Simone dos Santos, filha biológica da deputada federal Flordelis. Ele é frequentador da igreja que a deputada e Anderson coordenavam.

    De acordo com Rogério, que é casado,  os dois se relacionaram por cinco meses. Nesse tempo, Simone teria manifestado o desejo de ter matado o pai.. Ele relatou aos policiais da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo que certo dia recebeu uma ligação de Simone com muita raiva, alegando que havia sido agredida por Anderson, Essa é apenas uma das linhas de investigação da polícia, que já recebeu até depoimentos que revelam que Simone e Anderson tiveram um  namoro antes do pastor ter se casado com Flordelis.

    Leia também: Enem Portugal recebe adesão de mais quatro universidades 

    No depoimento, Rogério diz o que Simone o teria dito após a suposta agressão. “Vou matar esse demônio, a gente não aguenta mais. Minha mãe não aguenta mais”, teria dito ela. Rogério disse que ele se ofereceu para matar o pastor e que Simone chegou a aceitar a situação, mas nega ter realmente realizado o assassinato.

    Segundo Rogério, o pastor era um verdadeiro demônio dentro de casa e todos os que moravam na residência eram obrigados a darem todo o dinheiro a ele, que administrava tudo.

    Simone também teria contado ao ex-amante que tentou matar seu padrasto o envenenando aos poucos, mas que Anderson era “tão ruim” que não morria. Via 1 News

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.