• Publicado em

    Amigos de desaparecido no Acre sobre livros: ‘Vamos ficar ricos’

    Marcelo Ferreira e Márcio Gaiote, no entanto, negam envolvimento em sumiço e divulgação das obras de Bruno

    Marcelo Ferreira, amigo de Bruno Borges que está preso, trocou mensagens com Márcio Gaiote, outro amigo envolvido na execução dos planos para divulgação dos 14 livros criptografados pelo jovem desaparecido no Acre, em que comemoravam a repercussão do caso: “Vamos ficar ricos”, disseram.

    As mensagens foram encontradas no celular de Marcelo, apreendido pela polícia nesta quarta-feira (31), segundo divulgado pelo Extra.

    Na casa do jovem também foram encontrados um rack e a cama de Bruno Borges, além de um “Contrato de Sociedade no Projeto Enzo com o Lançamento de 14 Obras”, que define que haveria benefício de 15% do faturamento bruto do ‘Projeto Enzo’ e das ’14 literaturas iniciais’, parte do lançamento do ‘projeto’.

    Apesar de ter negado envolvimento com o sumiço e divulgação das obras de Bruno, o delegado Alcino Júnior acredita que ele atuou diretamente na execução das ideias do desaparecido.

    Ele é amigo do Bruno desde a faculdade de Psicologia e sabia dos planos do Bruno de produzir os livros. Ele, inclusive, o ajudou a fazer as inscrições no teto e a montar todo o quarto do Bruno. Ele tinha tudo aquilo planejado em papel e passaram os 40 dias fazendo tudo juntos. Ele praticamente morava na casa do Bruno e o ajudou a realizar tudo.”




    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.