• Publicado em

    Após pedido de estupro de suas filhas como prova de amor, mulher foge da cidade

    Mãe das meninas deve se apresentar nesta sexta-feira (2) em Sousa, na Paraíba

    Após a divulgação de conversas em que um policial militar pede à namorada para estuprar as filhas dela como prova de amor, a mãe das garotas fugiu da cidade de Sousa (PB). O caso foi descoberto na última terça-feira (29). (relembre o caso)

    O policial militar está afastado de suas funções como soldado e responde ao processo em liberdade. A delegada Ivini Cordeiro (foto), responsável pelo caso, conseguiu entrar em contato com a mãe das meninas, que prometeu se apresentar na delegacia até esta sexta-feira (2).

    A polícia colheu depoimento da adolescente de 14 anos e do PM. Para a polícia, o homem confirmou que enviou as mensagens, mas que não tinha a intenção de estuprar as enteadas.

    Segundo o advogado do PM, seu cliente afirmou que é casado e que mantinha um relacionamento extraconjugal com a mãe das meninas. Ele afirma ter inventado ter uma obsessão pelas enteadas para que a mulher terminasse o caso com ele.

    O policial militar mora no Ceará, mas trabalha na Paraíba. A adolescente e a irmã de seis anos estão com a avó e as tias. O pai delas deve ir para Sousa nesta semana.

    De acordo com a polícia, a adolescente viu, no celular da mãe, as conversas com o policial. Com medo de ser estuprada, ela tirou prints das mensagens e enviou para uma amiga, que as divulgou. Os prints chegaram ao conhecimento das tias da garota, que fizeram a denúncia.

    Assista:

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.