• Publicado em

    Após ser xingado por Kajuru, Gilmar Mendes pede providências a Toffoli

    Senador chamou o ministro do STF de “bandido” e “corrupto”, o acusou de “vender sentenças” e de ser sócio de Aécio Neves.

    O ministro Gilmar Mendes encaminhou, nesta terça-feira (19/3), ofício ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para que o ministro adote “providências que entender cabíveis” quanto às declarações ofensivas do senador Jorge Kajuru (PSB-GO). A informação é do portal Jota.

    Leia também: Bolsonaro pede desculpas por declaração sobre imigrantes: ‘Um equívoco’

    O senador Kajuru acusou o ministro de “vender sentenças”. “A CPI da Toga vai lhe convocar e você vai ser o primeiro a ser questionado“, afirmou o parlamentar, após chamar o ministro de bandido e corrupto. Um vídeo com as declarações foi divulgado na internet.

    Lava Toga
    O senador Alessandro Vieira (PPS-SE) protocolou no início da tarde desta terça-feira (19/3) um novo pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar ações do Judiciário, apelidada de “CPI da Lava Toga”. O assunto foi discutido durante três horas no Senado, mas os parlamentares não chegaram a conclusões sobre o trâmite da futura CPI.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.