• Publicado em

    Bebê achado morto junto com o pai em Piranhas morreu engasgado, diz delegado

    O bebê de 11 meses encontrado morto dentro de casa juntamente com o pai na manhã deste domingo (9), em Piranhas a 321 km de Goiânia, foi vítima de inalação. A informação é do delegado responsável pelo caso, Ricardo Galvão. Segundo ele, o laudo pericial aponta que a criança engasgou e se afogou com leite.

    O homem de 25 anos estava separado da mãe da criança há cerca de três meses. O menino morava com a mulher e passava o final de semana com o pai. No sábado (8), porém, ele teria deixado o filho sozinho em casa para ir a uma festa na cidade.

    Leia também: SISU 2019: resultado será divulgado hoje; Matrículas ocorrem do dia 12 a 17 de junho 

    No local, de acordo com o delegado, o jovem viu a ex-companheira com outro homem e voltou para casa chorando. Ricardo confirmou à reportagem que o homem cometeu suicídio. A perícia não sabe precisar se o afogamento do bebê ocorreu antes ou depois da morte do pai. “Os peritos não souberam determinar se a morte da criança ocorreu quando ela foi deixada sozinha, para o pai ir à festividade, ou se ocorreu após a morte do jovem. De qualquer modo, ela foi vítima de falta de cuidados que todo bebê de 11 meses necessita”, disse.

    Os corpos foram encontrados pela avó do homem por volta das 9h de domingo. A mulher contou à Polícia Militar que eles moravam nos fundos da casa dela e estranhou o silêncio na residência. Ao verificar o que acontecia, encontrou os dois mortos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e constatou o óbito. O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

    Assista ao Jornal Das 11;

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.