• Publicado em

    Brasil: Dupla combinava massacre em escola pelo WhatsApp

    Um homem foi preso e um adolescente apreendido por troca de mensagens onde combinavam um massacre dentro de uma escola de Ananindeua, município da Região Metropolitana de Belém (RMB). Os dois conversavam pelo WhatsApp.

    Pelo conteúdo flagrado no celular dos envolvidos é possível averiguar que na conversa, eles falam em fechar a escola e dizem que o estabelecimento vai “ficar para a história”, o que indica que podem estar se referindo ao massacre ocorrido na escola em Suzano, município do interior de São Paulo, em março deste ano.

    Ainda há a foto de um revólver e a indicação de valores para compra de armas.

    Leia também: Alunos beneficiados com bolsa de estudo se esforçam mais, aponta pesquisa 

    De acordo com informações da Polícia Civil o adolescente foi apreendido no último sábado (7) já que estaria envolvido na organização do suposto atentado. A escola fica localizada no bairro do Jaderlândia, em Ananindeua.

    Após a apreensão, o jovem foi apresentado na sede da Divisão de Atendimento ao Adolescente (DATA). Em seguida, o Ministério Público determinou a internação do menor.

    HOMEM PRESO

    Já nesta segunda-feira (09), Hildo Aguiar Pereira, de 18 anos, que também estaria fazendo ameaças contra diretores e professores da escola através de aplicativo de mensagens, foi preso em flagrante pelos policias da Delegacia do Jaderlândia e responderá pelos crimes de ameaça e corrupção de menores

     

    Via Dol

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.