• Publicado em

    Briga entre duas mulheres termina em morte brutal em Rio Verde

    A autora foi identificada e presa.

    De acordo informações da Policia Militar, empenhadas pelo COPOM uma viatura policial compareceu na madrugada de domingo (31), na Rua dos Rubis,  no Setor Alvorada,  em  Rio Verde, onde também havia sido acionados o Corpo de Bombeiros e o SAMU. No local foi constatado o óbito de uma moradora de rua não identificada que estava deitada ao solo com uma poça de sangue em volta e uma pedra ao lado de sua cabeça.

    No local não havia testemunhas nem vestígios de possível autor, foi chamado à polícia técnico-científica onde realizou procedimentos de praxe.

    Leia também: RIOVERDENSE É ENCONTRADO MORTO AS MARGENS DA GO-050 EM CHAPADÃO DO CÉU 

    Após tomar conhecimento de um homicídio ocorrido por volta das 05h30, tendo como vítima uma pessoa do sexo feminino, conhecida apenas como “Luana”, as equipes iniciaram diversas diligências no intuito de localizar a possível autora.

    Em diligências no pátio do posto Horizonte, local frequentado por usuários de entorpecentes, a viatura 9878 juntamente com a guarnição do CPU realizaram a abordagem a Elinucia Vieira Martins, a qual, ao ser questionada acerca do homicídio contra Luana, confessou a prática do delito e ainda detalhou que a arrastou por alguns metros, em seguida desferiu chutes em sua cabeça e, por fim, utilizou uma pedra para ceifar sua vida, desferindo vários golpes na região craniana.

    Questionada acerca do motivo, alegou que a vítima, estava dando em cima do seu companheiro, o que despertou sua fúria. Diante dos fatos Elinucia Vieira Martins recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a delegacia de polícia e apresentada a autoridade policial plantonista.

    Assista: JORNAL DAS 11 – 29/03/2019 – Entrevista com a dupla Henrique & Alessandro

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.