• Publicado em

    Bruno & Marrone negam separação da dupla: ‘É impressionante a força de uma mentira’

    O departamento jurídico do escritório que gerencia a carreira de Bruno & Marrone, irá tomar as medidas legais contra quem espalhou a Fake News.

    De acordo Matéria do Jornal Extra, a notícia de que a dupla Bruno & Marrone vai se separar, após mais de 30 anos de parceria musical, caiu como uma bomba nas redes sociais, na manhã desta quinta-feira. Os nomes dos cantores chegaram a ficar nos assuntos mais comentados do Twitter. Mas para o alívio dos fãs, eles negam o fim da dupla.

    Há alguns dias, veículos de imprensa já vinham noticiando que a dupla estava um pouco estremecida, após um desentendimento que tiveram durante uma live. Mas a história ganhou corpo e projeção, nesta quinta-feira (01), quando um site, com foco no mundo sertanejo, publicou uma matéria em que afirma a dupla iria se separar. Mas a assessoria dos artistas negou a informação e disse que se trata de “fake news”:

    “A dupla se prepara para gravar um EP no próximo dia 7 de outubro, em São Paulo, e seguem juntos numa carreira construída desde 1986, ou seja há 34 anos. Tanto tempo de convivência é passível de problemas, mas eles sempre conseguiram superar”.

    Marrone comentou a história e admitiu que eles têm desentendimentos como qualquer “casal”:

    “Somos como um casal que mora em casa separada e com vida pública, nossos problemas acabam tomando grandes proporções, mas sempre soubemos como nos resolver”.

    Bruno por sua vez se diz indignado com a proporção que uma falsa notícia toma, sem que procurem saber da verdade:

    “É impressionante a força de uma mentira”.

    O departamento jurídico do escritório que gerencia a carreira de Bruno & Marrone, irá tomar as medidas legais, “para evitar que outras pessoas sejam vítimas, pelo menos deste site”, acrescentou a assessoria.

    Leia também:  Bruno e Marrone

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.