• Publicado em

    Carro de James Bond em “007 – Contra Goldfinger” será reproduzido e custará R$ 13 milhões

    Ele não só tem o mesmo design do carro usado no filme como também será equipado com alguns dos dispositivos que James Bond usa no longa.

     O carro que ficou famoso no filme “007 – Contra Goldfinger” (1965), com Sean Connery no papel principal, será fabricado pela empresa Aston Martin, que desenvolveu o original para o longa.

    A empresa anunciou que serão produzidas 25 unidades com o visual clássico do carro e até com dispositivos criados para o personagem pelo diretor de efeitos visuais Chris Corbould, que venceu o Oscar da categoria, na época.

    Quem puder pagar as 2,75 milhões de libras (R$ 13,8 milhões) receberá o carro em 2020. Um dos truques do modelo, como visto no filme, é a placa retrátil. O carro atinge a velocidade de 238 km por hora. A única desvantagem é que a réplica não está autorizada a circular pelas ruas. Um dos carros será leiloado para caridade.

    “A conexão entre a Aston Martin e o James Bond é algo que temos muito orgulho. É notável como o DB5 continua reconhecido como o carro definitivo do James Bond após tantos anos. Ter um Silver Birch DB5 com todos os equipamentos do filme e construído dentro dos maiores padrões de qualidade e na mesma fábrica do original é, com certeza, a maior fantasia dos fãs e colecionadores”, afirmou Andy Palmer, presidente da empresa.

    Após aparecer em “007 – Contra Goldfinger” (1965), o carro ainda foi utilizado em outros seis filmes de James Bond: “007 contra a Chantagem Atômica” (1966), também com Sean Connery, e depois “007 Contra GoldenEye” (1995) e “007 O Amanhã Nunca Morre” (1997), com Pierce Brosnan. O ator Daniel Craig também contracenou com o carro em “007 Cassino Royale” (2006), “007 Operação Skyfall” (2012) e “007 contra Spectre” (2015).

    Fonte/TNH1

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.