• Publicado em

    Casal tem veículo roubado, é sequestrado e libertado pela PRF na BR 364

    A equipe de agentes da PRF suspeitou de uma motocicleta seguindo uma Toyota Hilux e após uma perseguição conseguiu libertar dois reféns

    Um casal teve o veículo que viajava, uma Toyota Hilux, tomada por assalto por dois homens armados na BR 364, km 6, às 23 horas de ontem e posteriormente foram libertados pela PRF em São Simão.
    Tudo começou quando dois usuários da rodovia, condutores de caminhonetes, compareceram ao posto PRF local, denunciando que haviam sido vítimas de tentativas de assaltos por dois homens usando motocicleta na mesma rodovia, km 2, próximo a um quebra-molas.


    Diante disso, uma equipe de policiais deslocou-se até o local. Durante o trajeto, a polícia constatou que uma moto seguia uma caminhonete, assim os policiais retornaram à viatura para tentar abordar os veículos.

    Após acompanhamento tático, os condutores dos veículos entraram por uma estrada vicinal para fugir da abordagem, após percorrer cerca de 5 km, a motocicleta foi interceptada e seu condutor de 18 anos foi preso.
    O condutor da caminhonete continuou fugindo quando, e percebeu que seria alcançado abandonou o veículo e fugiu pelo matagal.

    No interior do carro abandonado estavam o proprietário, 35 anos, e sua companheira de 40 anos. Eles informaram para a PRF que seriam levados a um cativeiro onde 4 horas após seriam liberados, enquanto a caminhonete seria levada para um receptador em Ituiutaba-MG.

    A PRF solicitou apoio da PM onde realizaram buscas até às 6 horas da manhã de hoje, mas não conseguiram prender o assaltante fugitivo.

    A motocicleta utilizada pelos assaltantes tem ocorrência de roubo em São Simão no mês de Dezembro, e a ocorrência foi encaminhada pela delegacia de polícia civil local.

    Com Informações da PRF

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.