• Publicado em

    Corpo em decomposição é localizado no Rio Claro próximo à Caçu

    O corpo foi localizado por pessoas que passeavam de barco. Ainda, sem identificação, foi encaminhado ao IML da Cidade de Quirinópolis.

    A cidade de Caçu, cidade localizada às margens da GO-206, no Sudoeste Goiano, viveu um final de semana atípico para aqueles que insistiam em afirmar que ali era, ainda, uma cidade calma e pacata.

    Um jovem foi preso após agredir a namorada, um amigo e ameaçar a própria mãe, além de desacatar a Guarnição da Polícia Militar.

    Em outro caso, duas supostas usuárias de entorpecentes foram presas após se envolverem em luta corporal.

    Ambas saíram bastante lesionadas, sendo que foram encaminhadas ao Hospital Municipal e, posteriormente à Delegacia de Polícia.

    2015-11-03 06.37.05No final desta segunda-feira, 02, Feriado de Finados, a Polícia Militar foi acionada e informada sobre a existência de um corpo, do sexo masculino, boiando às margens do Rio Claro. A vítima foi localizada por pessoas moradoras da própria Cidade, que passeavam de barco e avistaram o corpo.

    De imediato, a Guarnição comandada pelo Cabo Adalto, deslocou-se ao local indicado e constatou a veracidade do fato. De imediato, o Militar entrou em contato com o Sargento Rafael, lotado na Cidade de Cachoeira Alta, isto porque o corpo às margens do Rio, próximo à Caçu, porém, em área pertencente ao Município vizinho.

    A Polícia Científica compareceu ao local onde realizou perícia técnica. O corpo, ainda não identificado, foi recolhido e conduzido ao IML da Cidade de Quirinópolis, para a realização de Exames cadavéricos, sua posterior identificação e, bem como, descobrir a causa da morte.

    Pelas Redes Sociais, várias pessoas falavam sobre o caso e especulavam sobre a identificação da vítima. Duas moradoras de Caçu entraram em contato com o nossa Equipe de Reportagem, buscando outras informações, isto porque, parentes estariam desaparecidos. Ambas foram orientadas a procurar o IML da cidade de Quirinópolis.

    Assista:

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.