• Publicado em

    Crítica Musical: U2 lança “Songs Of Experience” e ocupa terceira posição da Bilboard

    Disco é o 14º da carreira do grupo irlandês

     

    *Coluna Crítica Musical 
    *Jornalista / Editor Geral BH/MG
    *Colaborador Portal Plantão JTI (Nacional)
    *Felipe José de Jesus 
    *Avaliação do álbum: Cinco estrelas
    *Avaliação máxima: Cinco estrelas
    *Siga o Instagram: @felipe_jesusjornalista_

     

    Sou suspeito para falar, pois acompanho os trabalhos do U2 desde os anos de 1990. Assim, todos os álbuns que eles lançaram desde Achtung Baby (1991), Zooropa (1993) e POP (1997) para cá eu adquiri. Todavia, estava procurando nos últimos discos da banda aquele entusiasmo dos álbuns All That You Can’t Leave Behind (2000) e How to Dismantle an Atomic Bomb (2004) que tanto lotaram estádios no mundo.

    Só agora com o novo álbum “Songs Of Experience (2017)” mais “bem” produzido que No Line On The Horizon (2009) e Songs of Innocence (2014), consegui ver acender a antiga chama do grupo que estava apagada. A voz de Bono Vox está melhor ainda e a sonoridade das músicas também.

    Enquanto o último disco “Innocence” de 2014, traz sons bem próximos dos primeiros discos da banda (anos de 1980), com as canções: Iris (Hold Me Close) e California (There is No End to Love), “Experience – 2017” traz uma energia incrível e o que a banda sabe fazer de melhor: Rock / Pop de primeira qualidade. As canções que mais gostei e indico são: Love Is All We Have Left; Lights of Home; You’re The Best Thing About Me; Get Out Of Your Own Way (feat. Kendrick Lamar); Red Flag Day; The Showman (Little More Better) e The Little Things That Give You Away.

    Avaliação ))

    Produzido por Jacknife Lee, Stevie Lillywhite e mais três produtores, não tem a mesma essência do premiado “The Joshua Tree (1987)”, mas mostra um U2 antenado para agradar novos e antigos fãs. O disco (físico) ficou incrível e para os mais aficcionados, uma surpresa, foi lançado também em vinil. Dou cinco estrelas (nota máxima), pois o U2 conseguiu em apenas um álbum, reunir mais de cinco hits e rapidamente ocupar a terceira posição na Bilboard. Vida longa aos garotos de Dublin que em seus quase 40 anos de carreira dão muitas alegrias para os seus milhares de fãs. Se você não escutou, confira! Disponível no Spotify e Deezer. 

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.