• Publicado em

    Cúpula militar avalia colocar cargos à disposição de Bolsonaro

    Comandantes das Forças Armadas estiveram com Fernando Azevedo na tarde desta segunda, logo após ele ser demitido por Bolsonaro.

    De acordo matéria da revista Veja, demitido por questões políticas, segundo aliados próximos, o general Fernando Azevedo reuniu os comandantes das Forças Armadas no gabinete da Defesa logo após voltar do Palácio do Planalto.

    O ministro escreveu sozinho a nota de nove linhas em que agradeceu ao presidente pela oportunidade de comandar a Defesa e aos comandantes das Forças pelo empenho nas missões. O ministro fez apenas uma observação pessoal, para registro histórico, no comunicado. Seu legado na Defesa foi “preservar as Forças Armadas como instituições de Estado”.

    Após a conversa de Azevedo com os comandantes, o ministro demissionário chamou assessores próximos para uma reunião e, na sequência, trancou-se sozinho no gabinete. Aliados do ministro dizem que os comandantes das Forças Armadas sinalizaram que poderão colocar os cargos à disposição do Planalto.

    Repórter Mari JTI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.