• Publicado em

    Detento do regime semi-aberto é vítima de homicídio em Rio Verde

    A vítima foi morta em sua residência.

    A polícia foi solicitada pelo Copom, a deslocar ao endereço vila Amália a fim de averiguar um suposto crime de homicídio, no local já fazia presente uma equipe da CPU, as equipes indagaram a solicitante acerca do fato, sendo relatado por ela que saiu de casa para ir à igreja, deixando seu esposo (vítima) em casa, que o mesmo cumpre pena no regime semiaberto e não pode quebrar as medidas cautelares impostas.

    Ao retornar para sua residência deparou-se com o imóvel todo aberto, e seu marido caído no chão, sujo de sangue e com perfurações no corpo, com indícios de ter entrado em luta corporal com alguém. A solicitante informou a equipe que a vítima, estava sofrendo ameaça, recebeu um bilhete recentemente onde dizia que ele estava correndo risco de morte e que estava com muito medo.

    Vale salientar que a vítima não possuía qualquer sinal vital no momento que as equipes chegaram, razão pela qual foi providenciado o isolamento do local de crime, e consequentemente acionado a Polícia Técnico Científica, a qual compareceu para realização dos trabalhos periciais, onde constatou o óbito e solicitou a presença do IML no local.

    Em tempo ressalta-se também que há câmeras de monitoramento em frente ao local do crime, no estabelecimento comercial próximo ao local, apenas um indivíduo em uma motocicleta aparentemente estacionado na porta.

    As equipes policiais após receber algumas informações a cerca do homicídio ocorrido deslocaram até à Vila Rosalina  Borges, onde se encontrava o suspeito o qual foi informado pelos familiares da vítima que possa ser o autor do crime devido à proximidade de amizade ambos e que foi reconhecido pelas imagens adquiridas da Câmara de segurança.

    O suspeito apresenta escoriações na cabeça, perna e hematomas na mão pois como houve possibilidade de luta corporal passa ser o suspeito do crime de homicídio e foi apresentado as autoridades da 8° DRP para os procedimentos cabíveis.

     

    Repórter Mari JTI/ Via Notícias do povo

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.