• Publicado em

    Detento morre após ser espancado na Casa de Prisão Provisória em Aparecida de Goiânia

    Durante a chamada após o horário de visita, os outros presos notaram que ele estava passando mal e chamaram os agentes. Nenhum preso assumiu a autoria do crime.

    Um detento da Casa de Prisão Provisória do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia foi morto após ter sido espancado, na tarde deste domingo (28). De acordo com a Diretoria Geral de Administração Penitenciária (DGAP), nenhum preso assumiu a autoria do crime. Com informações do Mais Goiás

    Em nota, a DGAP informa que por volta de 18h, durante a chamada após o término do horário de visitas, os demais presos alegaram que a vítima, Saulo César de Moura, de 32 anos, estava passando mal e o levaram para a porta do bloco 2 da unidade.

    Os agentes que trabalham no local notaram vários sinais de espancamento pelo corpo do preso e o encaminharam para o posto de saúde da unidade. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, momento em que o médico confirmou o óbito.

    Os presos da cela foram entrevistados pelos agentes, mas ninguém assumiu a autoria do crime. O caso foi registrado na Polícia Civil e o Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia vai investigar o caso.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.