• Publicado em

    Em gravação jogador admite ter vazado vídeo íntimo

    Atleta do Vasco será indiciado pela polícia do Rio por injúria em razão do vazamento. Assista

    A defesa da ex-namorada do jogador Bernardo, do Vasco, apresentou à Polícia Civil do Rio de Janeiro uma gravação em áudio de conversa entre Patrícia Mello e o atleta em que ele admite ter vazado um vídeo íntimo do casal (ouça trecho na reportagem abaixo).

    Apesar de Bernardo ter negado à polícia envolvimento no episódio, o áudio foi a prova que levou a delegada Adriana Belém, da 42ª DP (Recreio), a decidir por indiciá-lo por injúria em razão do vazamento do vídeo íntimo.

    Na gravação, Patrícia questiona Bernardo sobre o vazamento do vídeo. Ele então admite que mandou o arquivo por engano para um amigo, que teria vazado o vídeo. Na gravação, o jogador pede desculpas à Patrícia.

    Em outro inquérito, Bernardo também será indiciado por lesão corporal na Lei Maria da Penha e ameaça contra a ex-namorada. Patrícia procurou a Deam (Delegacia Especial de Atendimento à Mulher) no dia 1º de junho. Segundo a jovem, ela foi agredida por Bernardo com puxões de cabelo, empurrões e socos.

    Segundo a delegada, Patrícia disse em depoimento nesta quinta que foi agredida em outras ocasiões pelo jogador. Adriana Belém ainda ouviu da jovem que Bernardo possui temperamento violento e que, em uma ocasião, chegou a ser expulsa de um carro por ele.

    Na quarta-feira (17), em depoimento à polícia, o jogador refutou todas as acusações, segundo afirmou a delegada.

    — Ele disse que não houve agressão física. Em relação ao vazamento do vídeo íntimo do casal, ele diz que não faria isso porque ele é uma pessoa pública e seria o maior prejudicado com a situação.

    Assista à reportagem:

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.