• Publicado em

    Em nota legislativo jataiense faz esclarecimentos sobre afastamento de vereadores

    Justiça afasta Gildenicio e Marcos Antônio por 180 dias. Durante o período ambos serão investigados em ação civil pública de improbidade administrativa.

    A Câmara Municipal de Jataí foi notificada pelo juiz Thiago Soares Castelliano Lucena de Castro, da 2ª Vara Cível, Fazendas Públicas, Meio Ambiente e Registros Públicos de Jataí, na tarde do dia 6 de maio de 2019, do afastamento cautelar, por 180 dias, dos vereadores Gildenicio Santos (MDB) e Marcos Antônio (PDT). O juiz atendeu ação cautelar antecedente de ação civil pública de improbidade administrativa, proposta pelo Ministério Público do Estado de Goiás.

    Leia também: Juiz determina afastamento e bloqueio de bens de vereadores em Jataí 

    Durante o período de afastamento, os dois parlamentares não poderão frequentar as dependências da Câmara Municipal, ficarão proibidos de contatar seus servidores ou ex-servidores e não poderão retirar nenhum pertence de seus gabinetes, que foram lacrados por uma oficial de justiça. Também foi decretada a indisponibilidade de bens no valor de R$ 402.600,00, no caso de Gildenicio Santos, e de R$ 300.963,06, quanto a Marcos Antônio.

    Nenhum suplente será convocado para o lugar dos parlamentares afastados, pois não houve perda de mandato, já que o período de até 180 dias será utilizado pela justiça para investigar e tomar depoimentos a respeito das duas ações.

    AO VIVO – PROMOTOR DE JUSTIÇA FALA SOBRE VEREADORES DE JATAÍ AFASTADOS, ASSISTA

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.