• Publicado em

    Em reunião no MP, diretor-geral da DGAP conhece projeto de implantação de Apac em Paraúna

    Estiveram presentes o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto, o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do MP, Luciano Miranda Meireles, e autoridades de Paraúna. “Fiquei sensibilizado com a mobilização provocada pelo projeto-piloto”, diz coronel Edson Costa

    O diretor-geral de Administração Penitenciária, coronel Edson Costa, participou nesta terça-feira (28/08) de reunião para apresentação do estágio atual da implantação da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac), em Paraúna, e celebrou a iniciativa. O encontro foi realizado na sede do Ministério Público de Goiás

    No encontro estiveram presentes o procurador-geral de Justiça, Benedito Torres Neto, e o coordenador do Centro de Apoio Operacional Criminal do MP, Luciano Miranda Meireles. O promotor de Paraúna, André Luís Ribeiro Duarte, juntamente com a juíza da comarca Wanderlina Lima de Morais Tassi, apresentou as características do projeto.

    No encontro foi explicado que os recursos para a iniciativa estão sendo obtidos por meio de transações penais, acordos de não persecução penal, termos de ajustamento de conduta (TACs) e doações. O município, por sua vez, contribui com maquinário e mão de obra. Esta será a implantação de um projeto piloto em Goiás.

    O diretor-geral de Administração Penitenciária fez sugestões que podem auxiliar na viabilização financeira da Apac. “Fiquei sensibilizado com a mobilização provocada pelo projeto-piloto e em relação à possibilidade de celebração do convênio para repasse de verbas do FunPen”, diz.

    Foto: Ministério Público de Goiás

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.