• Publicado em

    “Encontramos vida em Marte nos anos 1970”, diz investigador da NASA

    Ex-investigador da NASA revela que a agência decidiu ignorar as provas recolhidas pelas sondas Viking

    O ex-investigador da NASA, Gilbert V. Levin, é o autor de um novo artigo no Scientific American onde afirma que a agência encontrou provas de vida em Marte nos anos 1970. “Estou convencido que encontramos provas de vida em Marte nos anos 1970”, pode se ler no artigo.

    Leia também: Chamado de ‘gordo imprestável’ pela esposa; homem se vinga virando fisiculturista 

    Levin revela que tudo começou quando duas sondas Viking foram enviadas para Marte, com uma das experiências – de nome Labeled Release (LR) – tendo como objetivo encontrar vida no local. “Em 30 de julho de 1976, o LR enviou os resultados iniciais [da experiência] de Marte. Surpreendentemente, era positivos”, conta Levin.

    “À medida que a experiência progredia, recebemos quatro resultados positivos, apoiados por cinco diferentes controles transmitidos pela sonda Viking II, que aterrou a uma distância de cerca de 6.000 km (da Viking I). As curvas dos dados sinalizaram a detecção de respiração microbiana no planeta vermelho. As curvas de Marte eram semelhantes às produzidas pelos testes que o LR fez ao solo na Terra”, revela o investigador.

    Leia também:  Você sabia que pode ganhar dinheiro vendendo “Bolos Caseiros da Vovó”?

    Ainda que a NASA tenha considerado que os resultados em questão sugeriam a existência de uma substância que imitava vida, e não propriamente vida enquanto matéria orgânica, Levin considera que a agência deve continuar explorando esta hipótese.

    “A NASA já anunciou que o ‘lander’ de Marte para 2020 não conterá testes para detecção de vida. Mantendo o já estabelecido protocolo científico, acredito que deve ser feito um esforço para integrar experiências de detecção de vida na próxima missão possível a Marte”, defende Levin. Fonte/ Noticias ao Minuto

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.

    TAGS

    Nasa