• Publicado em

    ENEL DISTRIBUIÇÃO GOIÁS REALIZA FEIRÃO DE NEGOCIAÇÃO

    De 19 de novembro a 21 de dezembro, a Enel Distribuição Goiás realiza um feirão de negociação em todas as lojas do Estado.

    Clientes com débitos na conta de energia acima de 90 dias terão uma ótima oportunidade para quitar suas dívidas. De 19 de novembro a 21 de dezembro, a Enel Distribuição Goiás realiza um feirão de negociação em todas as lojas do Estado. Os clientes poderão, ainda, realizar as negociações pela Central de Atendimento (0800 62 0196), redes sociais – Facebook (https://www.facebook.com/EnelClientesBR/) e Twitter (https://twitter.com/enelclientesbr) – e atendimento móvel.

    Para participar, o cliente precisa ter pelo menos uma fatura de energia vencida há, no mínimo, 90 dias. Dívidas vencidas entre 90 dias e 180 dias terão desconto total de juros e multas. Já débitos superiores a 180 dias também terão descontos no valor do débito, que variam de 6% a 60%. Os pagamentos poderão ser feitos à vista ou em até 11 parcelas, com uma entrada à vista.

    Serviço:

    Feirão de negociação

    Data: 19/11 a 21/12

    Locais: Canais de atendimento ao cliente: 0800 62 01 96, redes sociais – Facebook (https://www.facebook.com/EnelClientesBR/) e Twitter (https://twitter.com/enelclientesbr) -, atendimento móvel e em todas as lojas Enel. Os clientes podem consultar os endereços e horários de atendimento das lojas pelo site: https://www.eneldistribuicao.com.br/go/Lojas.aspx

     

    Sobre a Enel Distribuição Goiás

     

    A Enel Distribuição Goiás, subsidiária da multinacional italiana Enel, serve a 237 municípios do Estado de Goiás, abrangendo 98,7% do território estadual, com cobertura de uma área de 336.871 km². A Região Metropolitana de Goiânia representa a maior concentração do total de 3 milhões de clientes atendidos pela companhia.

     

    Débora Silva Teixeira

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.