• Publicado em

    Enem 2020: participante com nota máxima em edição passada cria cartilha da redação

    Material antecipa orientações do Inep e traz 40 exemplos de dissertação

    A tão sonhada nota mil na redação do Enem é um dos maiores desejos dos candidatos na avaliação. Essa conquista, somada a um bom desempenho nas provas objetivas pode abrir portas para que os estudantes encontrem boas oportunidades no ensino superior. O Lucas Felpi, um dos participantes nota 1000 do Enem 2018, pelo segundo ano consecutivo lançou a sua versão da Cartilha Redação a Mil.

    Reunindo mais de 40 dissertações de alguns dos estudantes que tiraram as maiores notas na última aplicação do exame, Felpi já adianta com maios exemplo no início do ano parte das orientações que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) publica no documento “A redação no Enem 2019 – Cartilha do Participante”.

    Esse material do Inep só é divulgado faltando pouco tempo para a aplicação da avaliação, sendo assim, os estudantes que estão se preparando não tem muito tempo para poder treinar com base nessas dicas. Por isso, a Cartilha Redação a mil 2.0 é importante, pois reúne os textos no início do ano, dando um tempo maior de preparação para os vestibulandos.

    Redação Enem 2019

    O Enem 2019 trouxe como tema da redação: “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. Dos 3.709.809 estudantes que fizeram as provas, 53 conseguiram nota 1000. As idades variam entre 16 e 28 anos, e desse total, 32 foram mulheres. O texto tem que ser escrito no modelo dissertativo-argumentativo, com até 30 linhas, desenvolvido a partir da situação-problema proposta e de subsídios oferecidos pelos textos motivadores.

    Para que serve a nota do Enem?

    As notas do Enem podem ser utilizadas de diversas formas para começar uma graduação, confira abaixo as principais:

    • Sistema de Seleção Unificada (Sisu)
      • Programa Universidade para Todos (Prouni)
      • Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)
      • Universidades portuguesas
      • Isenção ou complemento de vestibular em faculdades públicas e privadas

    Fonte: Agência Educa Mais Brasil

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.