• Publicado em

    Estudante da UFG bateu na mãe com bíblia

    Agressão aconteceu antes de esfaqueá-la até a morte.

    O residente de nutrição Vinícius Pereira Leite, que trabalhava no Hospital das Clínicas da UFG, usou a bíblia para bater na mãe Angenelza Pereira da Fonseca Xavier, 46 anos, antes de esfaqueá-la até a morte. A informação é de uma das tias de Vinícius, irmã de Angenelza. Ela contou que Vinícius tentou sair de casa sem roupas e, ao ser impedido pela mãe, passou a chamá-la de demônio e a agredi-la.

    A tia diz que o rapaz tinha excelente relação com a mãe. “Ele a amava de paixão. Ninguém pode julgar uma pessoa assim. Quando ele acordar e perceber o que fez, vai ficar desesperado”, afirmou a mulher no fim da manhã desta quinta-feira (21), no Cemitério Vale da Paz, em Aparecida de Goiânia, onde Angenelza foi sepultada.

    imageO delegado Maurício Kai, responsável pelo caso, confirmou que logo depois do crime, quando a polícia chegou ao local, Vinícius estava totalmente fora de si. “Não havia qualquer possibilidade de ouvido. Ele não falava nada com nada. Ele não sabia o que estava acontecendo”.  Maurício Kai contou ainda que o jovem chegou a ter assistência inicialmente de psicólogo e depois de psiquiatra, e melhorou quando começou a tomar medicamentos. No entanto, ele abandonou os remédios no sábado, quatro dias antes da tragédia.

    Autor: Vinícius Pereira Leite.

    Autor: Vinícius Pereira Leite.

    Adaptações Plantão JTI
    Fonte O Popular
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.