• Publicado em

    Ex-major da PM é condenado por sequestrar e estuprar duas irmãs, em Rio Verde

    Cristiano Silva de Macena foi condenado a 45 anos e 8 meses de prisão.

    O ex-major da Polícia Militar, Cristiano Silva de Macena, foi condenado a 45 anos e 8 meses de prisão por sequestrar e estuprar duas irmãs menores de idade, na cidade de Rio Verde. Ele também foi condenado por adulteração de sinal identificador de veículo. A sentença foi proferida na tarde de terça-feira, 17.

    Em nota, a defesa do condenado, que já está preso desde outubro do ano passado, informou que ainda não foi intimada da sentença, mas que vai recorrer da decisão. O assessor da Polícia Militar, Allan Pereira Cardoso, informou, também em nota, que “a PM tem por conduta o cumprimento de todas as determinações emanadas das autoridades competentes”.

    O crime aconteceu no dia 22 de outubro de 2019. Na ocasião, as vítimas, que tinham 11 e 12 anos de idade, estavam na casa da avó. Segundo a investigação, o major amarrou a idosa e levou as duas meninas, de 11 e 12 anos, até outra casa. Elas foram estupradas e depois abandonadas próximo a uma escola.

    Cristiano de Macena foi indiciado pelo crime no dia 1º de novembro de 2019. Em agosto de 2020, ele passou por uma audiência de instrução e julgamento. A defesa do ex-major afirmou que ele negava os fatos.

    Repórter Mari JTI/Via Diário do Estado

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.