• Publicado em

    Ex-PM flagra esposa em motel, entra em confronto com rival e morre

    O ex-PM flagrou a esposa o traindo e decidiu entrar em confronto com o rival

    Um policial militar afastado morreu após uma troca de tiros com um policial civil na porta de um motel, em Irajá, na Zona Norte do Rio.

    Segundo informações do G1, Jaime Damião Pavel, de 30 anos, e a esposa se casaram em novembro do ano passado. Ele era policial militar, mas afastado e trabalhava como taxista.

    Saída por onde os amantes deixaram o motel, na na Rua Coronel Soares, em Irajá, na Zona Norte do RioO ex-PM flagrou a esposa o traindo, ela saiu de casa e disse que ia para a faculdade. Jaime ficou desconfiado e resolveu seguí-la.

    O taxista descobriu então que a mulher entrou em um motel na esquina da Avenida Monsenhor Félix com a Rua Coronel Franca, em Irajá. O marido aguardou a dupla sair do motel e e abordou a esposa e o amante, por volta das 22h.

    Após o crime, asfalto ficou coberto de sangue e um óculos foi deixado para trásA publicação refere que o amante foi identificado como Leonardo Cabral Aranha de Araújo, de 41 anos. Ele é policial civil da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Os dois homens brigaram e trocaram tiros.

    Jaime foi atingido três vezes: no ombro, na coxa e na mão e Leonardo foi baleado no quadril. Os dois foram levados para o Hospital Getúlio Vargas, na Penha. O marido não resistiu e morreu. Leonardo fez uma cirurgia e está internado.

    Segundo a polícia, a arma usada por Jaime era do pai dele, um sargento do Exército. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios que fez a perícia no local.

    Carro foi baleado durante o confronto entre os policiais

    Polícia Civil realiza perícia em local onde ocorreu tiroteio

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.