• Publicado em

    Família morta dentro de hotel é enterrada em Florianópolis

    O velório das quatro vítimas, além de um sócio delas, que também foi assassinado, aconteceu no Cemitério Parque Jardim da Pa

    Os corpos da família morta em uma chacina dentro de um apart-hotel, na praia de Canasvieiras, em Florianópolis, foram enterrados neste domingo (8). O velório das quatro vítimas, além de um sócio delas, que também foi assassinado, aconteceu no Cemitério Parque Jardim da Paz, no bairro Saco Grande, na capital catarinense, conforme o G1.

    De acordo com informações do Folhapress, o Comando Regional da Polícia Militar de Florianópolis afirmou que seis pessoas foram feitas reféns por três invasores armados por volta das 16h de quinta-feira (5) no hotel Daytona Beach Residence. Uma funcionária conseguiu fugir e informar a polícia, que chegou ao local por volta de meia-noite.

    Da mesma família, que era de São Paulo, o viúvo e empresário Paulo Gaspar Lemos, 78, e os três filhos dele: o empresário Leandro Gaspar Lemos, 44, Paulo Gaspar Lemos Junior, 51, que tinha deficiência intelectual, e a artesã Katya Gaspar Lemos, de 50. A outra vítima, Ricardo Lora, foi enterrado em Caxias do Sul (RS).

    Crime por vingança

    A Polícia Civil trabalha com a hipótese de execução por rivalidade no tráfico de drogas na chacina que vitimou quatro pessoas da mesma família e um funcionário em um apart-hotel na praia de Canasvieiras, um dos principais destinos turísticos de Florianópolis (SC).

    “É a nossa principal linha de investigação”, disse o delegado da Homicídios, Ênio Matos, em entrevista ao Estadão Conteúdo. A parede pichada pelos criminosos com as iniciais da facção PCC (Primeiro Comando da Capital) e a informação de que a família é de São Paulo estão entre os indícios que sustentam a afirmação do titular da Polícia Civil.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.