• Publicado em

    Homem com deficiência auditiva pede na Justiça legendas em vídeos pornô

    O caso aconteceu nos Estados Unidos.

    Um homem entrou com uma ação na Justiça americana, nesta quinta-feira, pedindo que sites de conteúdo pornográfico coloquem legendas em seus vídeos. O autor da ação listou uma série de filmes com títulos provocativos que despertaram seu interesse entre outubro do ano passado e o início deste ano, mas apresentou seu grande problema: a falta de compreensão.

    “Sem legendas, surdos e pessoas com deficiência auditiva não podem se beneficiar do conteúdo do vídeo como o resto do público”, escreveu Yarolasv Suris no processo de 23 páginas.

    A demanda coletiva foi feita perante o tribunal federal no Brooklyn, em Nova York, contra três plataformas de entretenimento adulto.

    Se Yarolasv ganhar, a Justiça dos Estados Unidos poderá obrigar o Pornhub, Redtube e Youporn, controlados pela empresa canadense Mindgeek, a legendarem seus respectivos vídeos ponô. Ele pediu ainda uma indenização por danos por um valor não especificado.

    No pedido, o homem alega que os sites pornográficos mencionados não estejam cumprindo com a lei americana de 1990 que protege as pessoas com deficiência de discriminação.

    E essa não foi a primeira vez que ele defende esse direito. Yarolasv já processou a emissora Fox News e o jornal New York Post no passado com base nessa mesma lei.

    Em comunicado enviado à agência de notícias AFP, Corey Price, vice-presidente do Pornhub, observou que o site oferece “uma categoria com legendas” e incluiu em seu e-mail um link para a categoria em questão. Fonte/Extra

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.