• Publicado em

    Homem invade boate e mata garota de programa com seis tiros

    Segundo a polícia, Bia trabalhava na boate há pouco tempo, cerca de uma semana.

    Um crime a sangue frio aconteceu na noite desta quarta-feira (1) em uma boate no bairro Tatuquara, em Curitiba. Um homem entrou no local e matou Beatriz Ágata Ferreira, de 19 anos, conhecida como “Bia”, garota de programa, com pelo menos seis tiros. O motivo ainda é investigado pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

    Conforme informou a Polícia Militar, era por volta das 23h quando um rapaz de moletom apertou a campainha da casa noturna “Boa noite na Selva”, que fica às margens da BR-116, e pediu por Bia. Ao entrar, ele ainda teria conversado com as outras pessoas que estavam no local e disse que tinha algo a resolver com a jovem.

    Quando encontrou Bia, o rapaz atirou duas vezes e a moça caiu no chão. Os dois tiros não foram suficientes para sanar a raiva do atirador, que disparou outros quatro contra a jovem, que morreu na hora.

    Antes de ir embora, o assassino teria dito a quem estava na casa noturna que o motivo do crime era para que a jovem “aprendesse a não ser ‘cagueta’”. Depois disso, o rapaz foi embora e o medo no local foi tamanho que ninguém soube dizer como ele fugiu.

    Policiais da DHPP estiveram no local e coletaram o máximo de informações que conseguiram. Segundo a polícia, Bia trabalhava na boate há pouco tempo, cerca de uma semana. Informações que possam ajudar no trabalho de investigação podem ser passadas para o disque-denúncia da DHPP, através do 0800-6431-121.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.