• Publicado em

    Homem que ateou fogo na ex-namorada em Campinas (SP) morre e filho da vítima se pronuncia

    Na noite desta sexta-feira (01), o homem suspeito de matar a ex-namorada queimada dentro do estabelecimento de propriedade dela, morreu.

    Segundo relato da Polícia Militar, Moacir não aceitava o final do relacionamento com Nice Vieira de 53. O atentado contra a comerciante ocorreu no último dia 27 de fevereiro. Uma testemunha que trabalha na loja pertencente a vítima, relatou que estava em horário de almoço, quando escutou gritos que vinham da parte da frente do estabelecimento.

    Ela foi até a loja achando que alguém estava tentando assaltar o comércio, mas quando chegou ao local, presenciou a cena do homem jogando combustível em cima da vítima. A testemunha alegou ter entrado em confronto com o agressor, mas foi tirada a força do local para não conseguir impedir o ato.

    Nice foi socorrida pela Polícia Milita e levada pleo helicóptero Águia até o HC da Unicamp, mas não conseguiu resistir aos ferimentos e acabou morrendo.

    Zanella que foi atendido pelo Hospital PUC-Campinas, foi transferido para o Hospital Irmãos Penteado, onde também acabou morrendo na noite desta sexta (1º).

    Daniel, filho da vítima, Nice Vieira, falou como era o relacionamento da mãe com Zanella. Segundo o rapaz ele era muito machista e, não gostava de ser contrariado por sua mãe. Por conta disso, ele começou a criar um rancor por ela que não sabe nem explicar de onde veio.

    Daniel classificou sua mãe, como uma mulher batalhadora que lutava por tudo aquilo que queria, mas que não sabe dizer porque uma mulher que espalha tanto amor tem que morrer desse jeito. (Por Romulo NC/Via 1News)

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.