• Publicado em

    Homem que matou vizinho após discussão por causa de lixo é preso, em Anápolis

    Homicídio ocorreu no último dia 9, no Bairro Paraíso. Criminoso estava foragido desde então, mas foi preso no último sábado (15).

    Policiais militares da Companhia de Policiamento Especializado (CPE) de Anápolis prenderam na manhã deste sábado (15/9) Luciano Lourenço Martins, de 22 anos. Ele confessou que matou com um tiro na cabeça um vizinho por causa de lixo na calçada no último domingo (9/9).

    Os policiais receberam, por volta das 9h deste sábado, informações do paradeiro de Luciano, que fugiu após atirar no vizinho, Mário Pereira Correi0a, de 39 anos, do bairro Novo Paraíso, localizado próximo ao Campo Brilhante, na região sudoeste do município de Anápolis.

    Com o suspeito, os policiais encontraram a arma calibre 32, utilizada para matar Márcio. Luciano tem passagens por receptação, tráfico de drogas e porte de arma. Segundo informações da PM, Luciano tentou matar outra pessoa 15 dias antes de matar o vizinho.

    O crime por causa do lixo em Anápolis

    Conforme o delegado Cleiton Lobo informou ao Portal Dia Online no dia do crime, Luciano, o autor do crime, era novo no bairro e havia se mudado para ao lado da casa de Mário há apenas cinco dias. Na noite anterior ao crime, Luciano teria colocado sacos de lixo de sua residência na porta da casa de Mário, em vez de usar sua própria lixeira.

    Insatisfeito com a situação, Mário teria, então, retirado os sacos de lixo e ido bater na porta de Luciano para reclamar. Foi neste momento em que Luciano sacou uma arma atirou na cabeça de seu vizinho. “Ao que tudo indica, o crime foi cometido por causa do lixo, motivo banal.”

    O Serviço Ambulatorial Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado para socorrer Mário, mas a vítima chegou já sem vida ao CAIS Abadia Lopes da Fonseca, no Jardim Calixto, bairro próximo ao local do crime, em Anápolis.

    Fonte/Dia Online

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.