• Publicado em

    IPSG volta atrás e faz contraproposta para o Estado a fim de renovar convênio, diz Governo

    Fim do convênio entre Estado e IPSG pode prejudicar 800 estudantes em Jataí

    De acordo uma nota enviada a redação do Plantão JTI pela assessória de imprensa do Estado de Goiás, no dia 25 de novembro a secretaria da escola IPSG enviou uma contraproposta ao estado aceitando o acordo exigido pelo estado para a renovação do convenio. Veja a nota na integra abaixo;

    Leia também: Renovação semestral do Prouni é obrigatória, entenda 

    Nota da Secretaria Estadual de Educação: 

    Desde o início do ano, a Secretaria de Estado da Educação de Goiás (Seduc) vem fazendo uma série de reuniões em busca da reformulação dos convênios com as escolas no estado.

    A proposta final apresentada foi a de uma redução de 20% dos professores efetivos e contratados, que são pagos pela Secretaria, e lecionavam nas escolas conveniadas.

    No dia 11 de novembro, o Instituto Samuel Graham, da cidade de Jataí, enviou ofício para a Seduc informando que não iria renovar o convênio. Mas no dia 25 a mantenedora do Instituto enviou outro ofício para a Coordenação Regional de Educação (CRE) da cidade afirmando que quer continuar com o convênio e aceita os termos que foram apresentados pela Seduc.

    Em nenhum momento foi decisão da Seduc encerrar o convênio como estava sendo veiculado por alguns grupos na cidade de Jataí.

    A mostra da boa intenção da Secretaria é exatamente a decisão dos mantenedores do Instituto em rever a decisão tomada e anunciada no dia 11 de novembro.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.