• Publicado em

    Jataiense morre em Chapadão do Sul após desmaio em show de bar

    A vítima chamava-se Agnaldo Cabral da Silva 52 anos, solteiro, conhecido como Jô, que trabalhava como freelance de garçom em restaurantes, bares.

    Vítima Aguinaldo

    Um homem morreu após desmaiar em um bar, localizado na Avenida Rio Grande do Norte e ser levado ao canteiro central de avenida, na noite deste domingo, 19 de agosto, em Chapadão do Sul.

    Segundo amigos da vítima, ele teria passado mal no estabelecimento e o Corpo de Bombeiros e a polícia não foram acionados.

    Após ser levado para o canteiro central, pelo namorado e mais três pessoas, começaram as tentativas de reanimação, por eles mesmo. Após aproximadamente 30 minutos de tentativa decidiram então leva-lo para o Pronto Socorro, mas ele chegou sem vida.

    Segundo ainda amigos da vítima, um Boletim de Ocorrência por omissão de socorro foi registrado na Delegacia de Polícia de Chapadão do Sul, já que os Bombeiros ou socorristas da Cruz Vermelha não foram acionados.

    A vítima chamava-se Agnaldo Cabral da Silva 52 anos, solteiro, conhecido como Jô, que trabalhava como freelance de garçom em restaurantes, bares e casas noturnas na cidade. No momento do incidente ele não estava trabalhando, apenas se divertia no local. Segundo amigos, Jô tinha seus familiares todos em Jataí (GO), para onde o corpo foi transladado.

    Os mesmos amigos de Jô disseram que ele era hipertenso e fumante. Jô deixa 4 filhos e a mãe.

    O Atestado de Óbito aponta como causa da morte o infarto, causado principalmente em consequência do tabagismo e o uso abusivo de álcool.

    A proprietária do Bar onde Jô estava disse que ele já chegou ao local embriagado. Estava dançando, quando desmaiou. Segundo ela, o namorado disse que ele sempre desmaiava e chegou a dizer que o levaria para casa, mas primeiro tentou reanima-lo. “Ele foi levado para o canteiro central e eu ainda levei água e até me pediram cachaça para passar no rosto, na tentativa de reanima-lo, até que decidiram leva-lo ao hospital”, disse a mulher do bar. “Quando chegou a notícia do falecimento, por volta das 22 horas, imediatamente informei aos clientes, pelo microfone dos cantores, que o show estava suspenso”, concluiu.

    Fonte: Jovemsulnews

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.