• Publicado em

    Jovem mata o irmão a facadas e posta no Facebook: “Uma fatalidade”

    A mulher de 23 anos usou a rede social para desabafar, dizendo que “Eu não preciso que ninguém me julgue, pois a maior punição eu vou levar pro resto da vida”, usando, em seguida, a hashtag #Luto

    Um rapaz de 27 anos morreu após ser esfaqueado pela própria irmã de 23 anos na comunidade de Vila Aliança, em Bangu, Rio de Janeiro. O crime aconteceu na madrugada de terça-feira. A suspeita de ter cometido o crime, Taillana Judith Rocha Bento, utilizou o Facebook para desabafar sobre o caso, o qual classificou de “uma fatalidade”.

    De acordo com a Divisão de Homicídios (DH) que investiga o caso, a morte aconteceu depois de uma discussão entre os irmãos. A vítima, Tales Emanuel chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

    Taillana se apresentou para a polícia e alegou legítima defesa, sendo liberada em seguida. Um inquérito já foi instaurado e outras testemunhas ouvidas.

    No Facebook, Taillana escreveu um desabafo: “Eu não preciso que ninguém me julgue, pois a maior punição eu vou levar pro resto da vida. Que atire a primeira pedra aquele que sequer sabe o que aconteceu e sai por aí falando, porque todo ser humano tem direito à defesa. Foi sim um acidente, uma fatalidade que eu jamais queria que acontecesse. Eu amava o meu irmão e estou sentindo uma dor que é inexpressável. Então, cada um que cuide da sua vida e deixe que Deus me julgue, porque com a dor que estou sentindo não preciso de gente desocupada dizendo o que não sabe!‪ #‎Luto”. Depois, em nova publicação, a jovem acrescentou: “A tristeza às vezes é tão forte que é mais fácil fingir que não houve morte!”.

    Reprodução/Facebook

     Fonte/ O Popular
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.