• Publicado em

    Jovens pedem desculpa por vídeo em que fazem piada em carro da PM em Jataí

    Gravação foi feita depois que os três rapazes foram detidos em Jataí, GO. No vídeo, eles se referem ao ato cometido como 'tremenda besteira'; assista.

    Os jovens que gravaram um vídeo fazendo piada em um carro da Polícia Militar foram detidos na quinta-feira (29), em Jataí, no sudoeste de Goiás. Ao serem encaminhados para a delegacia, o trio aparece em uma nova filmagem, dessa vez, pedindo desculpas à corporação pelo ato, que chamaram de uma “tremenda besteira” (Relembre o caso).

    Os jovens são localizados após a publicação do vídeo em que dois deles aparecem dentro de uma viatura da Companhia de Patrulhamento Tático (CPT) da PM e fazendo piada. O terceiro gravou as cenas. As imagens circularam no Whatsapp e um usuário da rede, que reconheceu um dos rapazes, denunciou o caso à polícia.

    Nas imagens, o rapaz que estava na direção diz: “E aí, galera do zap-zap [referindo-se ao aplicativo de celular WhatsApp], essa é a primeira vez que eu estou no banco da frente”. Embora o comentário dê a entender que ele já foi preso anteriormente, de acordo com os militares, nenhum dos jovens, que têm entre 18 e 23 anos, possui passagem pela polícia.

    Na nova gravação, o rapaz que dirigia o carro, de 23 anos, pede desculpas aos policiais: “Me desculpem pela tremenda besteira que eu fiz, estou muito arrependido”. Na sequência, os outros dois envolvidos também se retratam pelo ato e reconhecem que foi uma ação impensada. “Eu que filmei. Eu fui errado em pegar o celular e filmar, sei que a gente não podia fazer isso. Foi muito errado”, diz o outro jovem, de 18 anos.

    De acordo com a PM, o veículo que aparece na imagem foi deixado em um lava a jato. O dono do estabelecimento, que não quis gravar entrevista, disse que é comum a prestação de serviço para a corporação e que apenas o jovem que aparece dirigindo o veículo é funcionário do estabelecimento, pois os demais são amigos do rapaz.

    O trio foi levado para a delegacia por desacato à instituição, segundo a PM. Os rapazes foram ouvidos e, em seguida, liberados. Um inquérito foi instaurado para averiguar se houve algum tipo de crime na ação dos jovens.

    cptCom informações G1

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.