• Publicado em

    Mãe mata seus filhos, depois comete suicídio o drama é descoberto pelo marido

    Marisa Charrère, 48, deixou carta reclamando das adversidades

    Uma mulher matou seus dois filhos e depois tirou a própria vida nessa quinta-feira (15), na cidade de Aymavilles, na região de Vale de Aosta, norte da Itália.

    A polícia identificou a mulher como Marisa Charrère, de 48 anos. Ela era enfermeira do departamento de cardiologia do Hospital Parini, em Aosta. Já os filhos, Nissen e Vivien, tinham sete e nove anos, respectivamente.

    Segundo os investigadores, antes de matar seus filhos e de se suicidar a mulher deixou duas cartas em que reclamava do peso “insuportável” das adversidades da vida. “Não aguento mais”, escreveu em uma delas.

    Leia também: Vídeo de mulher esfaqueada pedindo socorro no meio da rua choca Goiás 

    Ainda de acordo com as autoridades, Charrère primeiramente sedou e depois matou seus filhos através de uma injeção letal feita com a mesma substância usada em execuções nos Estados Unidos. A mulher teria conseguido a medicação no hospital em que trabalhava.

    “Pouco antes da meia-noite, ouvi o som das cadeiras, depois os gritos, depois o silêncio, achei que estavam brincando. Quem teria imaginado o que estava acontecendo?”, afirmou Rita, mãe de Simone Reitano, um vizinho da família.

    Ainda segundo ela, Charrère cometeu a tragédia antes do marido, Osvaldo, chegar em casa do trabalho. Rita informou que ele voltou para a residência “um pouco mais tarde” do que o habitual naquele dia. (ANSA)

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.