• Publicado em

    Mãe ofereceu moto e virgindade da filha de 9 anos para o marido não ir embora

    A delegada Ana Paula fez o pedido de prisão para o casal, que será autuado por estupro de vulnerável e agressão física

    A história de terror na vida de três irmãs — uma com nove anos, outra com 13 e a mais velha com 16 — tem novos capítulos ainda mais arrepiantes. A delegada que investiga o caso, Ana Paula Farias, da Delegacia de Defesa da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, Mato Grosso , ouviu de uma testemunha que a mãe das meninas teria oferecido a virgindade da filha mais nova e uma moto caso o padrasto das meninas não fosse embora de casa.

    Segundo a delegada, Alex Junior Correia Campos, 21 anos, acusado de cometer os abusos, sempre que brigava com a esposa, Jucinei Marcelina de Carvalho, fazia algum tipo de chantagem e ganhava as filhas como “presente”.

     

    “Ele sempre foi beneficiado com ‘caprichos’ da mulher. Há quatro anos ele ganhou a virgindade da menina que hoje tem 13 anos. E esse ano, quando novamente brigaram, a Jucinei, mãe das crianças, disse que se ele não terminasse o relacionamento iria ganhar uma moto e a virgindade de sua outra filha, que hoje tem nove anos”, contou a delegada.

    A situação só teve fim quando a adolescente de 13 anos, no último tia 24 de setembro, conseguiu fugir dos braços do padrasto e contar tudo para uma vizinha, que imediatamente acionou o restante da família da jovem e logo contaram à polícia.

    O depoimento da criança de nove anos foi o que mais comoveu a polícia, depois de tudo que já foi contado. Ela afirmou que a mãe era conivente com a ação e até assistia os atos praticado por Alex.

    A criança afirmou que Alex Junior obrigava a irmã a manter relações sexuais sob ameaças de morte. Ele chegou ao ponto de picotar o cabelo da menina “para que ela não ficasse bonita para os outros”. Além disso, ela tem vários hematomas pelo corpo, sinais de espancamento causados pelo rapaz.

    A delegada Ana Paula fez o pedido de prisão para o casal, que será autuado por estupro de vulnerável e agressão física. Por enquanto, eles apenas prestaram depoimentos, negaram todo o acontecido e fugiram da cidade.

    Assista:

     Adaptações Plantão JTI
    Fonte: Hiper Notícias
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.