• Publicado em

    Marido é preso suspeito de mandar matar a mulher em Luziânia (GO)

    O motivo do crime teria sido uma possível traição da jovem. O corpo dela foi localizado, já em estado de decomposição, em janeiro

    A Polícia Civil de Goiás identificou e prendeu nesta quinta-feira (18/5) os suspeitos de matarem a estudante Thaís Alves Pereira, 20 anos. Um deles é o marido da vítima. O motivo do crime teria sido uma suposta traição da jovem. O caso ocorreu em Luziânia (GO), cidade do Entorno do DF.

    Denilson Oliveira foi apontado pela polícia como mandante do assassinato. Francisco Oliveira Santos teria cometido o homicídio e Jonhs Mariano de Sousa emprestado o carro que foi usado no crime.

    Thais Alves, segundo a perícia, foi executada com um tiro na cabeça. O corpo dela foi localizado, já em estado de decomposição, em janeiro deste ano, cinco dias após ser dada como desaparecida.

    A jovem foi vista pela última vez saindo de casa e entrando em um carro de cor prata. Parentes da vítima já suspeitavam que o crime tinha sido passional.

    De acordo com a PCGO, no mesmo dia em que o corpo foi encontrado, a perícia usou o luminol (substância química capaz de identificar manchas de sangue) para tentar encontrar vestígios no local. A garota estava em casa quando falou por telefone com a mãe pela última vez antes de sumir.

    Os suspeitos devem responder por homicídio triplamente qualificado. Se condenados, podem pegar até 30 anos de prisão.




    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.