• Publicado em

    Médica é suspeita de matar o filho de 3 anos na Asa Sul

    Ao lado da criança, foram encontrados medicamentos de uso controlado e uma mamadeira com leite. A mulher também teria tentado suicídio.

    Segundo o Jornal de Brasília, uma médica de 34 anos é suspeita de matar o filho de 3, na Asa Sul, em Brasilia, com overdose de medicamentos, no início da noite dessa quarta-feira (27). A mulher, que sofre com um quadro de depressão, é servidora do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

    Segundo a Polícia Civil, a médica também chegou a tentar suicídio, provocando ferimentos nos pulsos e no pescoço. Depois do suposto crime, ela desceu correndo pelas escadas do prédio da 210 Sul e foi contida pelo porteiro.

    A polícia foi chamada por vizinhos ao perceberam que a criança não acordava. Ao lado do pequeno, foram encontrados medicamentos de uso controlado e uma mamadeira com leite.

    De acordo com a ocorrência registrada na 1ª Delegacia de Polícia (Asa Sul), o menino foi levado ao Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib), onde a morte foi constatada.

    A mulher foi atendida no Instituto Hospital de Base do DF (IHBDF), onde permanece sob supervisão na ala psiquiátrica, devido ao quadro de provável surto. Ela também encontra-se sob custódia da PCDF na unidade hospitalar.

    Uma perícia vai apontar as circunstâncias do caso, que  é investigado pela 1ª DP.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.