• Publicado em

    Na volta às aulas, PRF orienta secretarias de educação sobre o transporte escolar

    A PRF promove um encontro com secretários de educação, gestores e representantes de motoristas de transporte escolar para orientar sobre as exigências previstas em Lei para o transporte de estudantes. A atividade acontece na manhã desta quinta-feira (06) na BR 153, unidade da PRF de Hidrolândia, com as lideranças dos municípios da região metropolitana de Goiânia, e deverá ser realizada até o final do mês em todo o país.

    A ação preventiva, que acontece às vésperas do período de volta às aulas, pretende orientar e conscientizar motoristas e responsáveis pelo transporte escolar acerca das irregularidades recorrentes que a PRF flagra nas BRs, e que colocam em risco a segurança dos estudantes e demais usuários das rodovias.

    Foram convidados a participar da atividade desta quinta-feira os secretários de educação de Goiânia, Aparecida, Terezópolis, Abadia de Goiás, Guapó, Hidrolândia, o presidente da Cooperativa dos Motoristas de Transportes Escolares e o presidente da Associação Goiana de Municípios.

    Na unidade da PRF, policiais rodoviários federais farão a exposição das exigências legais previstas para o veículo e para quem for conduzi-lo e, em uma espécie de aula prática, demonstrarão em ônibus, levados pelos próprios convidados, quais os requisitos devem ser atendidos.

    O que prevê a legislação

    O condutor de transporte escolar deve ter ao menos 21 anos de idade, ser habilitado nas categorias D ou E e possuir curso específico para esse tipo de serviço, realizado por instituição credenciada pelo Detran.
    Além da documentação regular, o veículo deve ter, entre outros itens, a autorização para o trânsito de transporte escolar afixada em local visível; faixa com a inscrição ‘escolar’ nas laterais e na traseira; registrador instantâneo de velocidade e tempo (tacógrafo); cinto de segurança em número igual à lotação do veículo e em perfeitas condições de uso; e pneus em bom estado de conservação.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.