• Publicado em

    Não sintam pena de mim, diz jovem que entregou cabeça da namorada à polícia

    Veja mais detalhes deste crime macabro que chocou o Brasil.

    .

    O jovem de 23 anos que confessou ter assassinado a namorada, de 16, grávida de sete meses, e depois levou a cabeça dela à delegacia, mandou um recado para a família de Shirley de Souza. Questionado sobre o que diria aos familiares da jovem se os encontrasse, José Ramos da Silva foi prático: “para não sentirem pena de mim”.

    O crime aconteceu na quinta-feira (26) no Jardim Selma, zona sul de São Paulo, e o corpo foi encontrado no sábado (28) (relembre o caso).

    Depois que o caso foi registrado, o suspeito compareceu ao 1º Distrito Policial com a cabeça da jovem dentro de uma sacola plástica e confessou o crime.

    37a93td2er_6tvty4n4rq_file

    Recado postado pelo autor nas redes sociais.

    Há registros de um recado que Silva postou em uma rede social após o crime. Mas o texto foi excluído.

    Em depoimento, Silva disse que no dia do crime a adolescente teria confessado que o traiu. Ele também argumentou que suspeitava não ser o pai do bebê que ela esperava

    Em depoimento, Silva disse que no dia do crime a adolescente teria confessado que o traiu. Ele também argumentou que suspeitava não ser o pai do bebê que ela esperava.

    Em conversa com uma amiga de Shirley, Silva confessa o assassinato e volta a falar em traição  

    Em conversa com uma amiga de Shirley, Silva confessa o assassinato e volta a falar em traição.

     O corpo de Shirley foi encontrado enrolado em um cobertor, envolto em um saco plástico

    O corpo de Shirley foi encontrado enrolado em um cobertor, envolto em um saco plástico.

    Na foto, local onde foi encontrado o corpo da vítima

     Na foto, local onde foi encontrado o corpo da vítima.
     Adaptações Plantão JTI
    Fonte R7
    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.