• Publicado em

    No Dia do Professor, educadora nota 10 reflete sobre os desafios da educação

    Joice Lamb  foi a escolhida do ano no Prêmio Educador Nota 10

    Com 47 anos, sendo 28 deles dedicados a ser professora, a coordenadora pedagógica Joice Lamb da escola EMEF Profª Adolfina J. M. Diefenthäler, localizada em Novo Hamburgo – RS, trabalha diariamente para melhorar a realidade dos alunos por meio da educação pública. Em 2019, além de estar entre os dez vencedores da 22º edição do Prêmio Educador Nota 10, Joice foi escolhida pelo júri da premiação como a Educadora do Ano.

    Neste Dia do Professor, comemorado no Brasil todo 15 de outubro, Joice prefere ir além das felicitações. “Eu não acho que não receber felicitações nesse dia signifique que os professores são mais ou menos desvalorizados. Acredito que a valorização do professor tem outras facetas a serem pensadas. Precisa ser não só valorizada com abraços e felicitações, como também com recursos”, defende.

    A educadora adquiriu vivências em sala de aula e hoje lhe serve para reforçar que o professor não pode ser bom trabalhando sozinho. “Às vezes, a sociedade joga toda questão da educação para cima do professor. Um bom professor não se constitui só porque ele quer ou tem vocação de ser bom. Tem vários aspectos que fazem um bom professor: a formação continuada, um espaço escolar adequado, os recursos didáticos e outros”, avalia.

    Leia também: Educação superior: matrículas crescem no país, aponta Inep  

    Coordenando os trabalhos na escola em que trabalha, Joice acredita que os conhecimentos passados e adquiridos pelos alunos devem ser construídos de modo compartilhado. Essa é a raiz do projeto #aprenderecompartilhar – Escola inovadora, vencedor do Prêmio Educador Nota 10, pensado por Joice com coautoria das educadoras Lea Borges, Andrea Zimmer, Daniela Flor e Daiana Lahm.

    As inovações pedagógicas são realizadas em variados projetos, como os que instigam a aprendizagem da Matemática e a produção de poemas. No #foradacaixa, os alunos, independente de idade ou turma, participam de atividades juntos, sob o acompanhamento de professores. Já no projeto de Iniciação Científica, estudantes do Ensino Fundamental escolhem temas de pesquisa, colegas de equipe e professores orientadores para realizar um estudo que é apresentado em uma feira anual.

    Joice explica que o projeto #aprenderecompartilhar é a culminância da articulação de todas as iniciativas da escola junto com a comunidade, que também pode para avaliar as atividades pedagógicas e propor encaminhamentos, correções de rota e melhorias.

    Prêmio Educador Nota 10

    O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho. Reconhece e valoriza professores da Educação Infantil ao Ensino Médio e também coordenadores pedagógicos e gestores escolares de escolas públicas e privadas de todo o país.

    Fonte: Agência Educa Mais Brasil

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.