• Publicado em

    Nomeação de parentes do governador Ronaldo Caiado repercute na imprensa nacional

    Levantamento da Folha mostra ‘farra’ de indicações de familiares dos gestores e de aliados em cargos na máquina pública

    A Folha de S. Paulo realizou um levantamento sobre a nomeação de parentes por diversos governadores, entre eles, Ronaldo Caiado do DEM. O gestor goiano aparece no levantamento por conta da escolha de dois primos: Aderbal Ramos Caiado e Enio Caiado Rocha Lima, nomeados como diretor e presidente da Goinfra respectivamente.

    No entanto, o número de familiares de Caiado no governo de Goiás é bem maior. O governador também nomeou seu primo Jorge Luiz Ramos Caiado Júnior para o gabinete da Casa Civil. Já o primo em segundo grau, Ernesto Roller, ficou com o cargo de secretário de Governo. O atual secretário de Desenvolvimento Econômico, Adriano Rocha Lima, também é primo em segundo grau do governador.

    Leia também: Pagamento escalonado de dezembro começa dia 29 de março, diz Cristiane Schmidt

    Outros nomes ligados a Ronaldo Caiado, em cargos do governo, são o do supervisor da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Ubirajara Ramos Caiado Neto; do assessor técnico da Secretaria de Estado de Governo, Luiz Claudio Ponce Caiado; gerente especial da Secretaria de Desenvolvimento Social, Juliana Ramos Caiado; diretora-geral da Organização das Voluntárias de Goiás, Adryanna Melo Caiado; superintendente de Reintegração Social e Cidadania, Leoni di Ramos Caiado Neto; e o integrante do conselho da Secretaria de Economia, Paulo Henrique Caiado Canedo.

    Vale lembrar que, seguindo a tradição do Estado, a esposa do governador, Gracinha Caiado, exerce a função de presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). À Gracinha cabe ainda a coordenação do Gabinete de Políticas Sociais. Por Felipe Cardoso/via Jornal Opção

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.