• Publicado em

    Nova modalidade de festa com nudez e sexo se populariza em SP

    "Sexo tem de ser liberado. É uma coisa que pedimos para as casas, por isso é um pouco difícil achar lugar", explica Marcelo D'Avilla, responsável pela Pop Corn

    Em um reduto oculto na avenida Paulista com a rua da Consolação, uma nova modalidade de festa acontece na noite paulistana. Segundo informações da Folha de S.Paulo, abundam festas em que a nudez é permitida, com direito a muitos brindes e selfies.

    “Ficar pelado na balada é parte de um pensamento maior, de liberdade”, diz Rafa Maia, que já cunhou duas festas –a Gaydrômeda durou seis edições e deu lugar à Kevin, que acontece mensalmente no Cabine’s Bar, na Consolação.

    De acordo com a publicação, outra festa que esbanjou erotismo foi a Pop Corn – nascida do festival de mesmo nome -, em que almeja juntar todos os tipos de sexualidade.

    No entanto, nem todas as casas estão preparadas para essa nova modalidade. Em muitas delas, as casas tem dificuldade em permitir a nudez.

    “Sexo tem de ser liberado. É uma coisa que pedimos para as casas, por isso é um pouco difícil achar lugar”, explica Marcelo D’Avilla, responsável pela Pop Corn.

    Segundo D’Avilla, todas as festas têm fotógrafos oficiais e chegam a divulgar fotos dos corpos expostos nas redes sociais.

    “Se alguém pedir, tiramos na hora”, diz D’Avilla.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.