• Publicado em

    Número de mortes por afogamento aumenta 60% neste carnaval em GO

    Ao todo, já foram registrados oito casos neste ano, dizem bombeiros. Todas as vítimas são do sexo masculino e têm idade entre 26 e 60 anos.

    Até esta terça-feira (17), oito mortes por afogamento foram registradas pelo Corpo de Bombeiros durante o carnaval em Goiás. De acordo com a corporação, todas as vítimas são do sexo masculino e têm idade entre 26 e 60 anos. O índice já é 60% maior do que o mesmo período de 2014.

    A primeira morte por afogamento ocorreu no sábado (14), em Corumbá de Goiásx. No domingo foram registrados cinco casos: em Bela Vista de Goiás, Nerópolis, Iporá, Israelândia e Pires do Rio. Já na segunda-feira (16), os afogamentos ocorreram em Arenópolis e Itapirapuã.

    Colete salva-vidas

    Conforme o tenente coronel do Corpo de Bombeiros Martiniano Gondim, o índice de vítimas de afogamento aumentou em relação ao ano passado, quando foram registrados cinco casos durante todo o carnaval. Para o oficial, a situação é preocupante. “Tanto que o Corpo de Bombeiros, antes de começar o carnaval, fez o serviço preventivo, informando a população, ministrando cursos de afogamento”, disse.

    O tenente coronel afirma que, na maioria das vezes, o afogamento ocorre porque as pessoas não usam equipamentos de segurança. “O afogamento acontece porque as pessoas insistem em entrar na água sem o colete salva-vidas. Sabendo ou não nadar tem que usar, vai entrar numa embarcação, tem que usar”, reforça Gondim.

    Fonte/G1

    LISTA TELEFONIA A NOVA NOVIDADE DO SITE

    CONHEÇA A LISTA TELEFÔNICA DO NOSSO SITE CLIQUE AQUI

    CONHEÇA A LISTA TELEFÔNICA DO NOSSO SITE CLIQUE AQUI

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.