• Publicado em

    Operação viagem segura reprova veículos escolares em Goiás

    de acordo informações repassadas a nossa redação pelo Inspetor Newton Morais da PRF, uma ação realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), no município de Anápolis (região central de Goiás), reprovou quase todos os veículos de transporte escolar que foram abordados pelos policiais.

    A fiscalização aconteceu na noite desta segunda-feira (11), em quatro pontos estratégicos de bloqueios nas BRs 060, 153 e 414, locais que têm grande circulação de transporte escolar, já que Anápolis recebe alunos de pelo menos 16 cidades próximas ao município.

    Em duas horas da Operação Viagem Segura, dos 47 veículos que foram fiscalizados, vans e ônibus, 45 foram reprovados e foram anotadas 87 infrações.

    Foram detectadas irregularidades como pneus lisos, para-brisa trincado, extintor vencido, sistema de iluminação inoperante e falta do cinto de segurança, infrações que variam de leves a gravíssimas.

    Leia também: Enem 2019 registrou menor taxa de ausentes desde 2009; confira balanço

    Irregularidades como falta de inspeção semestral, motoristas sem o curso específico para o transporte escolar, falta do dispositivo de visão periférica e o não uso do cinto de segurança foram as infrações mais anotadas.

    Os veículos que foram parados nos pontos de bloqueios, transportaram os alunos até seus destinos, colégios e faculdades. Em seguida, foram conduzidos até a Unidade Operacional onde foram inspecionados.

    Em um ônibus que percorre cerca de 80 km para trazer os estudantes para Anápolis, a PRF detectou irregularidades como sistema de iluminação inoperante, tacógrafo irregular, sem cintos de segurança, sem autorização para transporte escolar, falta de equipamentos obrigatórios e a falta do dispositivo de visão periférica.

    O que surpreende a PRF é que no início do período escolar de 2019, esta operação reprovou metade dos veículos fiscalizados em Anápolis, a expectativa era que esses números fossem reduzidos.

    O objetivo da operação, que deve passar por vários municípios de Goiás é checar as condições dos veículos para combater irregularidades que provocam acidentes.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.