• Publicado em

    Pai é preso suspeito de matar a tiro bebê de seis meses em Luziânia GO

    Homem de 25 anos teria atirado no peito do menino, que estava no berço, com uma garrucha calibre .22. Caso ocorreu no Entorno do DF

    De acordo o Portal Metrópoles, um homem de 25 anos é acusado de matar o próprio filho, um bebê de seis meses, com um tiro no peito na madrugada desta quarta-feira (12/9), no Parque Estrela Dalva, Jardim Ingá, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal.

    De acordo com informações do Centro de Operações Policiais Militares, do 5º Comando Regional de Polícia Militar (Copom) de Luziânia, o pai teria disparado contra o menino, que estava no berço, com uma garrucha calibre .22 após se irritar com o choro da criança.

    O bebê chegou a ser encaminhado para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da região, mas não resistiu ao ferimento. Ao dar entrada no hospital, uma equipe da Polícia Militar se dirigiu à residência do casal para apurar o caso e encontrou os pais no imóvel. A arma usada no crime também foi localizada escondida atrás do sofá, com munição.

    Segundo a Polícia Civil de Luziânia, Maycom Salustiano da Silva estaria bêbado e teria dito que não se recordava do ocorrido. Afirmou ainda ter consumido droga com a mãe da criança, de 20 anos.

    Ainda conforme informações da PCGO, militares foram acionados por vizinhos que ouviram a briga do casal, por volta de 1h. De acordo com relatos, a mulher gritava por socorro, mas quando a viatura se aproximou da residência do casal, ela teria ficado calada. Cerca de quatro horas depois, a polícia recebeu um novo chamado do hospital.

    A delegada da 2ª Delegacia de Polícia (Jardim Ingá), Carolina Matos Barreto, responsável por investigar o crime, afirmou que Maycom foi preso em flagrante.

    “Na delegacia, a mãe do bebê narrou todos os fatos e apontou o companheiro como o responsável pelos disparos. Ela não foi presa porque, a princípio, não houve participação na morte do filho. Vamos aguardar o laudo para entender as circunstâncias do crime”, explicou Carolina.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.