• Publicado em

    Parceria entre COD e Policia Federal resulta em apreensão de 2 toneladas de drogas e Caçu

    Parceria: Abordagem COD/Dados PF. Resultado: 2 toneladas de droga fora de circulação

    Uma das estratégias do Comando de Operações e Divisas (COD) é a parceria com diversos órgãos. A parceria com a Polícia Federal rendeu mais um fruto nesta madrugada (21).

    O cruzamento de informações passadas pela Polícia Federal em Brasília aliado ao conjunto de estratégias montados pelo COD, culminou com a prisão de 07 pessoas suspeitas de vários crimes, com a retirada de mais de duas toneladas de maconha de circulação e recuperou dois veículos furtados/roubados.

    O pontapé inicial para todas as prisões se deu por volta das três horas da manhã quando equipes do Comando de Operações de Divisas (COD) realizavam abordagens em toda a fronteira do Estado de Goiás.

    Na GO 206, no trecho entre Quirinópolis e Caçu, a postura de dois motoristas chamou atenção dos Policiais. Posteriormente esses indivíduos foram identificados como batedores. Eles estavam a serviço do tráfico e receberiam cerca de R$ 4.000,00 (quatro mil reais) pelo serviço.

    Dentre as pessoas detidas, uma do sexo feminino, um menor e cinco maiores do sexo masculino. A droga oriunda de Coronel Sapucaia-MS tinha destino certo. Abastecer a cidade de Aparecida de Goiânia.

    A ação da Polícia Militar (COD) mudou o destino da droga. Agora ela vai para a incineração.

    A ocorrência foi registrada na Polícia Civil de Rio Verde.

     phpAf3t97

    Equipes do COD que participaram da ocorrência:

    COD COMANDO

    Tenente Flávio

    Sargento Felício

    Sargento Saulo

    Cabo Giovanni

     

    COD ESTRADA

    Sargento Portilho

    Cabo Lucena

    Cabo Faria

    Cabo Vaz

     

    COD FIXO

    Sargento Santos II

    Sargento Agnaldo

    Sargento Ivair

     

    Sargento Rezende

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.