• Publicado em

    PC investiga causas do acidente que matou homem ontem na BR 060 entre Jataí e Rio Verde

    O acidente aconteceu na manhã desta segunda-feira (130, próximo ao restaurante da pinga.

    De acordo a PRF um homem identificado como Antonio Carlos Alves Martins de 42 morreu na tarde desta segunda-feira depois de colidir a motocicleta contra a traseira de um caminhão na BR 060, entre Rio Verde e Jataí. O caminhão estava carregado com adubo e seguia na rodovia. Com o impacto, o motociclista morreu na hora.

    Leia também: Em depoimento Soldado alegou que tiro que matou namorada em Jataí foi acidental 

    O condutor da moto possuía ficha criminal com diversas passagens pela polícia, dentre elas, prisões por roubo, uso de entorpecentes e uso de documento falso. Ele estava com uma garrafa de cachaça consumida pela metade o que levanta a suspeita de que havia ingerido bebida alcoólica.

    POLÍCIA CIVIL INSTAURA INQUÉRITO PARA APURAR ACIDENTE DE TRÂNSITO QUE OCORREU NESTA SEGUNDA-FEIRA

    Nesta segunda-feira, 13/05/19, na BR-060, Km 431, Zona Rural, Rio Verde, Goiás, ocorreu acidente de trânsito com vítima fatal.

    De acordo com informações preliminares da PRF, o acidente ocorreu na BR-060, Km 431, Zona Rural de Rio Verde, envolvendo um caminhão e uma moto Honda Titan, quando o motorista da motocicleta colidiu na traseira do caminhão. O mesmo faleceu pouco tempo após a colisão, ainda no local do acidente.

    Ao ser informada do fato, a POLÍCIA CIVIL solicitou o encaminhamento do motorista do caminhão à 8.ª D.R.P. para prestar declarações.

    Foi colhida declaração do motorista do caminhão e realizado teste de alcoolemia (bafômetro), o qual resultou NEGATIVO.

    No sentido de apurar todos os fatos, já foi instaurado inquérito. O Delegado responsável pelo caso aguarda laudo cadavérico e resultados do laudo pericial.

    Assista ao Jornal Das 11;

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.