• Publicado em

    PM do Rio de Janeiro critica ‘Justiça’ e pede boicote contra a Globo

    “Mesmo com uma infinidade de situações que poderiam ser retratadas, a minissérie escolhe como vilão um policial", dizia comunicado da PM

    A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro usou o seu perfil oficial no Facebook para criticar a minissérie “Justiça”, da TV Globo. A instituição reclamou de Douglas (Enrique Diaz), policial que planta drogas na casa da vizinha, Fátima (Adriana Esteves), para vingar-se dela, que assassinou o seu cachorro. Por causa disso, ela é presa por sete anos.

    “Mesmo com uma infinidade de situações que poderiam ser retratadas, a minissérie escolhe como vilão um policial; justamente aquele profissional que defende a sociedade com a própria vida; justamente aquele profissional que zela pela segurança do cidadão; justamente aquele profissional que garantiu a tranquilidade dos Jogos Olímpicos”.

    A PM do Rio de Janeiro também afirma que “Justiça” prejudica os telespectadores. “O que está pensando o filho de um policial, herói de verdade, que ficou paraplégico na luta contra o crime?”, questiona.

    O comunicado, que é chamado de “repúdio”, recebe a assinatura do Coronel Oderlei Santos, coordenador de comunicação social da PM.

    No final, a Polícia Militar pede que as pessoas boicotem a minissérie da Globo. “Aos policiais militares e seus familiares é sugerido que façam o que de melhor pode ser feito diante de um programa de péssimo gosto e pouca criatividade: mudem de canal”, finaliza.

    Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
    Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
    Se você se interessou por esse artigo, ao comentar marque a opção publicar também no Facebook.